O dia da Lila » Blog Archive Meus escritos: Até que ponto? - O dia da Lila
26
set
2012
Meus escritos: Até que ponto?
Categorias: Cotidiano

The End Dia™ via Compfight

Quando você para e percebe que não aguenta! Que sua cabeça está a mil por hora tentando resolver tudo, mas o seu corpo pede descanso porque ele não suporta mais dormir de madrugada e levantar também nela!

Mas quando o dia chega ao fim e as suas tarefas acabam, você se senta em frente ao computador para tentar suprir a necessidade que um ser humano tem de se comunicar, de se socializar. É, essa socialização é feita pelo computador, pois boa parte dos seus amigos você não encontra diariamente, e não tem tempo de encontrá-los na correria diária para um bom pate-papo ao vivo e a cores!

Exatamente nessa hora você percebe que ninguém ali é capaz de te tirar um sorriso verdadeiro. O seu cansaço é tanto que você nem se dá conta que toda essa tristeza, esse cansaço é simplesmente a falta de uma única pessoa. Aquela que te faz sorrir só de olhar para você, que ocupa boa parte dos seus pensamentos e que te faz uma falta tremenda!

Ao perceber isso tudo lembro-me bem de que só estou assim por sentir uma sede que água nenhuma sacia, de sentir um amor que o mundo não aceita, de querer um lugar que ninguém acredita ser possível ter felicidade lá.

Então eu me pego escrevendo esse texto e pensando: até que ponto vale a pena abrir mão de tudo para planejar um futuro que não quero fazer parte? Até que ponto vale a pena viver correndo atrás de algo que no fundo do seu coração não é o que você deseja? Até que ponto vale a pena sorrir para esconder aquelas lágrimas que ninguém pode ver?

Até que ponto?!

Larissa Rehem


7
Tags:

7 Comentários para “Meus escritos: Até que ponto?”

  1. kellen

    Bom dia Lila! (sempre leio o seu blog, uma fofura viu!)
    Até “exatamente” este ponto, em que vc está! Sei como é isso…
    Pode parecer comum, mas neste ponto vc percebe que a vida é curta e vc não a está levando de modo a sentir-se feliz, logo, bate essa sensação de que tudo está te levando pra onde vc não queria ir e dá até vontade de chorar. Mas, não vá prá lá não!
    “Entrega teu caminho ao SENHOR, confia nele e ele o fará”. SALMOS 37.5
    Ore a DEUS, peça direção, repense suas metas e prioridades, e sorria novamente.
    um abraço carinhoso.

    Responder
  2. Rayme Arenhart Datsch

    é, as vezes eu penso nisso: até que ponto vale a pena abrir mão de tudo para planejar um futuro que não quero fazer parte? :/

    Responder
  3. Já passei por isso Lila. E sabe o que eu fiz? Escutei meu coração e fiz o que eu queria! Hoje me sinto orgulhosa por me formar no curso que eu escolhi e ser professora daqui a um tempinho, sempre quis isso. Não deixe os outro viver a vida por vc, agarre as rédeas da sua vida e faça suas escolhas 😉 Um beijo!

    Responder
  4. Oi Lila, super complicado e ao mesmo tempo simples esse dilema que você, agora, está vivendo, mas dê um tempo pra você mesma, se ame, se admire, lembre das coisas que te deixam feliz, leve, solta, de bem com a vida e concentre-se nisso, creio que é, agora, a melhor “solução”. Beijocas e fique com Deus

    Responder
  5. Ruti

    Minha Lila,
    A vida é para ser vivida com amor e alegria… busque isto em tudo que vc faz…
    A melhor solução hoje seria sentar com as pessoas que influenciam nas suas decisões e falar o que vc pensa, o que vc realmente quer para sua vida… sei que todos te amam muito e por isso respeitariam sua decisão…
    Saiba que estou a sua disposição para qualquer coisa… Amo vc!!!
    Bjs,
    Tia Ruti

    Responder
  6. Ana Carla

    Oi Lila, sei bem o que é isso! É conhecida por “Fases da vida”. Tudo passa!

    Procure não ser tão responsável 24 hrs. Ás vezes a loucura faz bem para nossa alma.

    Se cuida.

    Beijos.

    *expressão ótima no texto. Amei!

    Responder
  7. Oi Lila, muito intenso e profundo o seu texto. Acho q todo mundo passa por isso algum momento da vida, ou sempre como eu hehe. É sempre bom parar um pouco e ver se o q estamos fazendo é o q realmente nos faz feliz ou pq “é o certo”. O jeito é buscar alegria nas pequenas coisas da vida. bj

    Responder

Escreva um Comentário